terça-feira, 26 de junho de 2012

varadero- Um paraíso em Cuba

A nossa viagem a Cuba nos trouxe muitas surpresas. Sentimos de perto as duas faces do país: A Cuba do turista e a Cuba do nativo. A mudança percebe-se logo ao chegar, na hora de trocar dinheiro. Existem dois tipos de moedas: o peso cubano (da população local) e o Cuc-peso cubano convertido (do turista), 20% mais caro com relação ao dólar. Os meios de transportes são bem distintos.
Desembarcamos no aeroporto de Havana às 16:00 e seguimos viagem em um ônibus em direção a Varadero, localizada a 140 quilômetros da capital. Após se apresentar o guia foi logo dizendo: “Aqui em Cuba vocês podem ficar bem tranqüilos com relação a segurança. Não precisam andar com documentos. Jamais serão molestados”. Para quem acaba de chegar num país não tem notícia melhor! Depois de duas horas e meia de viagem chegamos a Varadero e nos dirigimos ao Hotel.
 Caio Blanco de águas cristalinas
 A cidade de Varadero com uma população de 3 mil habitantes está na península de Hicacos que tem 22 quilômetros de praias, lindas, de areia fina, mar calmo, de água morna e cristalina, de cor azul-turquesa. É um paraíso! Questiono-me se não teria sido ali que Adão e Eva perderam a cabeça? O balneário está muito bem estruturado para receber turistas do mundo inteiro. Há uma grande variedade de hotéis de luxo, médio e pequeno porte. Atualmente existem mais de 50 resorts na cidade que são administrados por gerentes com larga experiência em hotelaria, vindos de países da Europa, numa parceria com o governo cubano, para melhor atender aos visitantes. 

Essa é uma cena muito comum em Cuba. As famílias ficam na praia até tarde da noite. 
Não é curtindo barzinho como no Brasil.
 É sim para tomar banho de mar. 
Nesse momento o relógio marcava 21:30hs.
 
Monumento à Liberdade -- Cayo Blanco - Varadero
 
Uma praça de estacionamento de taxi, 
ou seja:carroças, carruagens e o coco-taxi (triciclo).





           Há muitos carros velhos das décadas 
de 20, 30, 40 e 50 usados como táxi.
  Casa do mafioso Al Capone -
Confiscada pelo governo na época da Revolução.
 
 Parque Josone

 Em cuba, onde tem um turista, por perto tem um músico ou um grupo como esse tentando faturar um dinheirinho com o show ou a venda do cd. E haja salsa, bolero, merengue etc...

D I C A S:


TRANSPORTES:
A locomoção em Varadero é muito fácil. A Avenida Primeira é a principal, cruza a cidade de Norte a Sul e as ruas são numeradas de 0 a 69. (Como em Nova York). Há um ônibus vermelho, (Varadero Beach Tour) o “gua Gua”, como é conhecido, de dois andares, com vista panorâmica que circula de uma ponta a outra da cidade transportando os turistas, parando em todos os pontos de interesse, com guia no seu interior. Pagando 5 pesos cubanos convertidos você se desloca das 9 da manhã até as 21 horas, nos dois sentidos da cidade. Mas, há outros meios de transportes usados pela população que também devem ser experimentados pelo visitante para sentir mais de perto os hábitos do povo. O “coco-taxi”, espécie de triciclo motorizado, de cor amarela, as carroças, as carruagens, as caçambas, os caminhões pau de Arara, carros velhos da década de 20, 30, 40, 50, usados como táxi, bicicletas, e etc... Enfim, tem pra todos os gostos e bolsos. A necessidade de sobrevivência contribui para a criatividade do povo cubano.

C O M U N I C A Ç A O:
ETECSA – Empresa de Telecomunicações de Cuba S/A situada na Avenida Primeira com a rua 30 – oferece serviço de Internet e telefonia pública.

INTERNET: Paga-se 4 pesos cubanos convertidos por cada 30 minutos de uso da Internet. São vários computadores embora, há sempre apenas um ou dois funcionando. Mas, não se apavore. Ali por perto, na mesma avenida, você vai encontrar os “famosos” cyber-café, a grande salvação do turista.

- CARTÕES TELEFÔNICOS PRÉ-PAGOS nos valores de 5, 10 e 20 pesos é a forma mais barata para telefonar. Usar o telefone dos hotéis sai bem mais caro e além do mais, não existe o sistema de ligações a cobrar. Tudo tem que ser pago em Cuba.


A L I M E N T A Ç Ã O:
A alimentação em Varadero é boa e de preço acessível. A comida é muito próxima da nossa. O forte deles são os driques à base de Rum. – O Mojito e o Daiquirí, são os mais famosos. Só acho, que não é muito fácil tomar Sorvete por lá.


CURIOSIDADES:
- As praias são cheias de gente até altas horas da noite. São famílias inteiras que aproveitam o mar até as dez horas da noite. Não há perigo nenhum, a orla marítima é toda guardada por policiais.
- Onde tem turista circulando, há sempre um grupo de músicos se apresentando. É outra forma de sobrevivência do povo.
- Quer um relaxamento total? Vá curtir a praia. Alugue uma cadeira com apenas 1 Cuc (peso cubano convertido) pelo dia, com direito a sombrinha e aproveite esse momento que a vida lhe reservou. Ninguém vai lhe perturbar pra nada. Não tem vendedor, mendigo ou garçom para lhe tirar o sossego. Se quiser algo, dirija-se à barraca e será bem servido. Não tem preço que pague essa tranqüilidade! 

O QUE FAZER EM VARADERO:
-Curtir ao máximo as praias e assistir ao por do sol.
-Prática de esportes aquáticos;
-Caminhadas, passeio de bicicleta pela península;
-Centro de convenções das Américas;
-Fazer um tour (o Gua Gua passa em todos esses pontos) para conhecer os antigos casarões confiscados pelo governo na época da revolução e que hoje foram transformados em restaurantes ou Hotéis: - Maison Xanadú, Casa de Al Capone, Dom Quixote, e outros.
-Parque Josone - local ideal para curtir a natureza e aproveitar para descansar. Oferece boa infra-estrutura de entretenimentos, com bons restaurantes e boa música cubana.
-Mercado de Artesanato;
-Delfinário, com show dos Golfinhos. 

I M P E R D Í V E L:
O PASSEIO A CAYO BLANCO

O trajeto até a ilha é feito num barco Catamarã, margeando os manguezais com parada e descida, mergulho nas barreiras de corais, visita a Cayo Blanco, por 2 horas para curtir a praia com divertida animação musical e almoço, bar aberto no barco com coqueteria cubana. A tarde, de volta a Varadero uma parada para ver o show dos golfinhos e ainda o espetáculo da natureza do por do sol.
Por este passeio, disponível nos hotéis, paga-se 75 Cuc com direito a almoço, bebidas por todo o dia, guia animador falando quatro idiomas, entrada para o show dos golfinhos e o transporte de translado e barco.


Um comentário:

Seu comentário me faz feliz. Obrigada pela visita e volte sempre,

Também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...