domingo, 15 de julho de 2012

Dicas da Thailândia - Bangkok

Estou publicando hoje a  última postagem sobre a Thailândia. 
As principais atrações turísticas da Tailândia são os templos. Em todo o país, são 30 mil e em Bangkok são 400 espalhados por toda a cidade. Em cada um que entramos, nos deslumbramos diante dos projetos arquitetônicos e a riqueza de detalhes com muita arte e luxo. Na realidade, quando nos referimos a um Templo ou Wat, é todo um complexo com várias edificações, cada qual mais bonita. Há o monastério para a formação de monges, as capelas, escolas de massagens, pátio com as tumbas, uma praça, às vezes, um prédio de cremação e centro de velório. Mas, nem todos têm a mesma estrutura. O que chama a atenção na religiosidade do povo tailandês é que, no interior desses templos, onde tem uma estátua de Buda, que, aliás, são dezenas espalhadas, há muitos fiéis que ali vêem para fazer as suas oferendas e orar. Descalços, sentados no chão, sempre com os pés virados para trás, nunca apontando para Buda, postam as mãos à altura do tórax e abaixam a cabeça. O silêncio e a paz dominam esses ambientes.
O QUE VER EM BANGKOK: 
 É na parte antiga da cidade onde vamos encontrar os principais pontos de interesse a serem visitados. Podemos começar pelo passeio de bote pelo Rio Chao Phraya que banha a cidade de Bangkok, margeando templos como o Wat Phra Kaew ;Wat Arun; Wat Phra Chetuphon; Estátua do Rei Rama I; Museu Nacional; Teatro Nacional, o Grande Palácio. 

Abaixo os principais Templos de Bangkok:
-Wat Pha Jerupon, ou Wat Po, o maior e mais antigo, data do século 16. deslumbra o visitante pela beleza das suas construções ricas em detalhes e a sua maior atração é a imagem do Buda Deitado que mede 46 metros de comprimento por 15 metros de altura. 

-Wat Traimit – O Templo do Buda de Ouro é bem pequeno mas o que impressiona é a estátua de Buda, toda em ouro sólido, pesando 5,5 toneladas. De uma beleza fantástica, realçada pela iluminação do altar rodeado de muitas flores.
-Wat Phra Keo – O Templo do Buda de Esmeralda, é considerado o mais exótico dos Templos Budistas. Está situado no complexo do grande Palácio Real. No seu interior está a fabulosa imagem do Buda de Esmeralda, construído em uma única peça de jade, com riquíssimas vestes que são trocadas pessoalmente pelo Rei em ocasiões especiais.
- Marble Temple – O Templo de Mármore, chama a atenção pela simetria da construção, bem moderno, ele foi todo construído com mármore de Carrara - Itália. O interior da capela central todo o teto e as paredes foram pintados à mão.
Dicas de Roteiro por Bangkok e seus arredores:
Os Templos acima mencionados;
San Lak Muag (Coluna da Cidade de Bangkok) localizada por trás da muralha do Grande Palácio
O Grande Palácio, residência oficial da família real é todo um complexo com várias construções muradas, onde se localiza o Templo do Buda de Esmeralda. Portanto, uma dica: Não vá de bermuda nem de roupa sem manga, se quiser visitar o complexo. 


Visitar uma Fábrica de Estado; Os Mercados, Passear a noite na Rua Pat Pong e sentir um pouco da boemia de Bangok e seu comércio. Os bares locais estão repletos de garotas semi-nuas dançando sobre mesas e palcos, chamando os transeuntes que passam pela rua. A apelação é grande. 


O Mercado Flutuante Damnoen Saduak, (situado a 105 km de Bangkok). Esse passeio nos transporta ao mundo do cinema quando beiramos os palafitas que margeiam os canais do Rio Chao Phraya, observando a vida dos seus habitantes como também pelo comércio realizado nas embarcações dirigidas por mulheres; 


Conhecer o Rose Garden e lá assistir ao show folclórico. A apresentação é uma Mostra Cultural Thai. Com direito a uma demonstração do casamento tradicional, de uma festa religiosa, do boxe thai, festa da colheita, e muita dança. Vale a pena!



quinta-feira, 5 de julho de 2012

Bangkok - Caldeirão Cultural da Ásia - (Parte 2)

Na Segunda postagem sobre  Bangkok, 
trago hoje mais essas fotos .
Apresentação de rua com o elefante
atrai atenção de turistas
Velas e incensos para Buda 
na entrada dos templos
Oferendas das modas da sorte - interior dos Templos
Buda de Madeira no interior do
 Wat Traimit ou Templo do Buda de Ouro.
Mercado no centro de Bangkok.
Pintura na parede da sala onde está o Buda inclinado
conta a sua história de vida.
 Wat Po ou Templo do Buda Inclinado
 
 Monja meditando no interior do Wat Traimit
ou Templo do Buda de Ouro
 Wat Po - Buda Inclinado em posição de Nirvana. 
A estátua mede 46 metros de comprimento
15 metros de altura. Todo folheado a ouro.
Interior de Templo

Templo do Buda de Ouro.
A estátua pesa 5,5 toneladas de ouro sólido.
As pessoas não podem apontar os pés para Buda.
Por isso estão todas sentadas na mesma posição.
Um flash fotográfico do interiror do veículo em movimento 
Mais um Pagode a caminho do Mercado flutuante
 Flash fotográfico mostra 
Portão de entrada de um Templo.
Oferenda das moedas para pedir sorte na entrada de um Templo.
 
Oferenda das moedas. 
 Qem se dispõe a pedir sorte, coloca uma moeda em todas as tigelas.
Pagode dos Sinos - onde está o Buda de Bronze.
Monge em meditação no interior de um Templo
Os objetos em sua volta, são dodos pelos fiéis.

Show folclórico no Rose Garden - ceena da procissão budista.
Participação das crianças no espetáculo
Mostra Cultural - danças tradicionais 
 Rose Gaden.
San Lak Muang - (Coluna da cidade de Bangkok) 
 Ela abriga o Espírito da cidade - 
Aqui os fiéis oferecem
incensos, velas, óleos, frutas para o espírito guardiã da cidade
Foto ao entardecer do Grande Palácio.
 Residência da família real .
Foto ao entardecer do Grande Palácio
Grande Palácio
Templo Indu - Centro de Bangkok
Artesanato em uma das Fábricas do Estado. 
Na foto pode não parcer mas esse quadro esculpido na madeira 
é de aproximaamente uns dois metros de comprimento. Bélíssimo!
Época de eleição - 
Propaganda política é feita dessa forma pelos pelos canteiros de rua
Mesquita- centro de Bangkok

Não podia deixar de registrar uma beleza dessa.

BANGKOK TAMBÉM É UM CONVITE ÀS COMPRAS. 
É difícil resistir ao apelo de consumo. Há preços baixos, uma grande variedade de produtos e opções de compras. Segundo o nosso guia: “Há três tipos distintos de comércio na cidade: As fábricas de Estado, onde se compram mercadorias de qualidade com bons preços e garantia, há o comércio das imitações (o de rua e dos mercados), e os Shoppings, cujos produtos são confiáveis, porém os preços são mais altos. É a cada um de escolher”. A rua Pat Pong, em Silom Road (grande centro de entretenimento e um dos maiores centros de comércio entre os cinco principais da cidade) é conhecida como o paraíso das falsificações. Lá se encontram roupas, relógios, perfumes, bolsas e calçados das grifes mundialmente famosas, tudo falsificado. As mais atingidas pela pirataria são “Louis Vuitton” e Gucci”. São lojas e mais lojas com produtos exclusivos, tudo a céu aberto, sem nenhuma camuflagem. Ali, Os relógios são vendidos até por catálogos. O maior barato disso tudo é que a rua é cheia de turistas europeus comprando. E sabe como é que se compra na Tailândia? O comerciante pede um preço exorbitante pela mercadoria, o cliente toma aquele susto e vai saindo, quando o vendedor chama e pergunta: Quanto quer pagar madame? Aí começa a disputa entre os dois, pelo preço ideal. A calculadora vai de mão em mão até que a madame perde a paciência e desiste de comprar. Quando o vendedor percebe que está perdendo o cliente, faz aquela cara feia mas aceita a proposta do cliente e a mercadoria sai por um preço 60% e até 70% do valor inicial. Portanto, uma boa dica para fazer compras por lá é pechinchar exaustivamente e ter muita paciência, se quiser levar um souvenir da cidade. Aliás, essa é uma prática bastante comum em alguns países da África. 

Os mercados de Bangkok são uma atração à parte. Eles representam a maior efervescência da cultura local. Entre os principais destacamos o Chatuchac ou Mercado do Fim de Semana, o nome justifica porque só funciona aos sábados e domingos; o El Sampeang é o mercado chinês; El Pahurat . Há uma grande variedade de moderníssimos shoppings e lojas de departamentos. O maior e mais novo shopping é o Siam Paragon. 


Ainda trarei uma última postagem sobre a Thailândia 
com mais informações e dicas espertas. Me aguardem!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Viet-Nam e sua diversidade cultural - parte 1.

 Apresento abaixo um passeio fotográfico pelas diversidades da cultura do Viet-Nam. Em breve trarei muitas informações dessa nossa viagem. 
 Interior de um templo

 Mercado central em Saigon

 Trânsito caótico das bicicletas. As rainhas do trânsito

A simpática vendedora de cocos. Uma verdadeira arte
Cerimônia coletiva de um casamento, 
A recepção é praticamente no meio da rua.

Mercado central de Saigon


Saigon - Mercado publico - diversidade nas especiarias

Curiosidade em Hanoi: 
As casas são extremamente estreitas.


domingo, 1 de julho de 2012

Bangkok - Caldeirão Cultural da Ásia ( parte 1)

Saindo de Natal, depois de 28 horas de vôo e mais algumas, de espera nos aeroportos de São Paulo e Paris, enfim, chegamos a Bangkok (meu marido e eu). A partir daí enfrentamos um fuso horário de 10 horas a mais com relação ao Brasil. Cansados? Nem tanto, tamanha era, a ansiedade para conhecer esse outro lado do mundo cheio de misticismo e curiosidades. No saguão do aeroporto, aliás, muito bem estruturado, o que causou boa impressão, nos dirigimos ao balcão “Health Control” para o controle de saúde. Em seguida passamos para a fila do passaporte e só depois retiramos a bagagem. O nosso guia Pornpiroon, um profissional digno de elogios, nos esperava. Ao sair, de imediato, o choque térmico de 38 graus com muita umidade, sem brisa, O calor era insuportável. Mas... Seguimos viagem para o hotel em Silom Road, há 27 km do aeroporto. Uma foto do rei colada no para brisa do carro nos chama a atenção. Na Tailândia, o Rei é tão venerado quanto Buda. Mesmo no interior dos Templos, no altar, entre flores, velas, incensos e oferendas, ao lado das estátuas de Buda vamos encontrar a foto do Rei. Ver foto abaixo.
Interior do Templo do Buda de Ouro
Casa dos Espíritos( altares em plena rua) 
para fazer reverência aos ancestrais. 
Encontramos vários desse tipo.

 Templo de Mármore
O Reino da Tailândia (Muang Thai) que significa, “Terra Livre”, tem uma população de 61 milhões de habitantes dos quais 11 milhões vivem na capital, Bangkok que abriga 300 mil refugiados vindos do Camboja, Laos, Vietnam, China e Indonésia. Motivo de orgulho dos tailandeses é que a Tailândia é o único país da Ásia que jamais fora colonizado. 
 Mercado flutuante
 Mercado flutuante
 Mercado flutuante
 Mercado flutuante
 Mercado flutuante
Mercado flutuante
APESAR DE AGITADA, BANGKOK NÃO ASSUSTA.
Bangkok , conhecida como “A Cidade dos Anjos” é uma grande metrópole com arranha-céus por todos os lados, vias expressas aéreas e trens de superfície. O trânsito é caótico, com muitos carros, bicicletas, motos e os famosos “tuk tuk”, espécie de triciclo utilizado como táxi (principalmente por turistas), pouquíssimos semáforos e pra completar o quadro, a direção dos veículos é do lado direito. Dá até medo dirigir nessa cidade que também tem um comércio agitadíssimo. É comum ver pessoas circulando pelas ruas usando máscaras para se proteger da poluição. Para amenizar o problema, o governo começa a plantar novas árvores. 
Rua Pat Pong - Comércio de produtos de grifes, pirateados e também muito conhecida pelo comércio do sexo. 

À noite, a iluminação das ruas insuficiente não é obstáculo para o comércio noturno de dezenas de camelôs, barracas com comidas, lojas e os mercados. Apesar de ser uma cidade muito densa, não vimos cenas de violência, meninos de rua, mendigos, nem alvoroço pelas ruas. 
Mas, em meio a toda essa agitação, Bangkok oferece a seus visitantes o outro lado da cidade com seus atrativos: A beleza da arquitetura e riqueza dos templos budistas é um deslumbre, o passeio de bote pelo Rio Chão Phraya, o passeio ao Mercado Flutuante, a diversidade cultural, uma culinária excelente, bons preços, e muitas curiosidades que vamos descobrindo aos poucos além de um povo simpático, sorridente e tranqüilo. 
 Wat Po - Templo do Buda Inclinado - século XVI
 Templo do Buda Inclinado
 Templo do Buda Inclinado

UM POVO MÍSTICO E HOSPITALEIRO
Uma outra característica do povo é a capacidade que o tailandês tem de mesclar o moderno com o tradicional, guardando os seus valores culturais, presentes em pequenos gestos como postar as mãos na altura do tórax e curvar a cabeça como forma de agradecimento e respeito ao outro. A cada instante somos cumprimentados dessa forma carinhosa e simpática. Lá, não se usa apertar as mãos nem beijinhos de saudação. A reverência aos ancestrais é uma prática constante em suas vidas. As chamadas “Casa dos Espíritos” ou “Casa dos Anjos”, uma espécie de oratório com a imagem de Buda, muitas flores, alimentos, incensos, e velas ofertadas aos ancestrais, estão presentes em todos os ambientes: no interior de lojas, nos hotéis, pelas ruas, praças, no interior das residências, repartições públicas e etc. 
Pátio das Pagodas - WAT PO
  
Na póxima postagem darei continuidade a matéria sobre Bangkok. Não perca! Imperdível! Me agurade.



Também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...